Oh!Dor injetada
no meu sangue
pulsa na pedra
do tempo.

Claudia Almeida

Nenhum comentário: