Triste pescador

A água errante dos navegantes
segue a sina triste do pescador
recolhe a vela e põe sobre a mesa
o último peixe que flameja
o luar na janela brilha a escama
um mastro lunar
para olhar a lua

Claudia Almeida

Um comentário:

Sônia Brandão disse...

Lindo, Claudia.

bj