sem espera, doce e pura
uma flor que dure
sua ao calor do meio dia


claudia almeida


Nenhum comentário: